Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes

“Os 7 hábitos” apresentam uma nova forma para mudar paradigmas, ao instaurar novos hábitos que lhe...

Artigos em Destaque

Curtinhas

"O Coaching libera o potencial do indivíduo para que este maximize seu desempenho e faça o que antes acreditava impossível."   Importante! Primeiro em um coaching...

Read More...

Seminários de Práticas  O sucesso ou o fracasso, o resultado, as conquistas e também as mais importantes limitações residem no nosso subconsciente....

Read More...

Poderoso Subconsciente

News

Conquiste a Felicidade

Conheça uma Poderosa Ferramenta para sua Felicidade.

Hipnose clínica: a partir de uma prática

Hipnose clínica: a partir de uma prática Iniciando uma Prática   Sábado, dezembro 27, 2008 03:41 Por que...

Ferramentas Coaching

 
Algumas ferramentas para um processo de Coaching são:


1.    Rapport – sintonia e acompanhamento – criação de uma relação de confiança e harmonia, na qual o cliente fica mais aberto e receptivo para trocar informações, ser desafiado e aceitar mudanças.

2.    Rapport de Alma – ouvir na essência

3.    Patrocínio Positivo – afirmações poderosas e positivas que conduzem o cliente para um estado mental positivo, com isso cria-se receptividade e proporciona apoio ao cliente. Alguns exemplos: “eu estou com você”; “”eu entendo você”; “estamos juntos neste processo”; “parabéns, você está indo muito bem”.
4.    Psicologia Positiva – “um novo paradigma para psicologia contemporânea”. A psicologia positiva é um termo amplo que engloba o estudo dos aspectos saudáveis do viver. Ela estuda as emoções positivas: felicidade; prazer; traços positivos do caráter (sabedoria, criatividade, coragem, cidadania, etc.); relacionamentos positivos (amizade, confiança, vínculos afetivos saudáveis) e as instituições positivas (escolas, empresas e comunidades).
5.    Perguntas Poderosas – as perguntas poderosas são questões simples e objetivas para obter informações das quais não conseguimos obter de outra maneira. Elas têm um grande poder de avaliar com clareza a formulação de objetivos. Ajuda o cliente a refletir e a clarear suas ideias.
 
Há perguntas dos seguintes tipos:
·        Situacional para descobrir a verdade. O que está claro para o cliente e o que não está?
·        de Pesquisa – objetiva descobrir o que o outro deseja. Qual o objetivo e qual a motivação (causa) dele?
·        de Ação: conduz o cliente ao planejamento da ação.
·        para Reflexão: são as que estimulam o outro a pensar numa nova perspectiva.
·        de Emoção: como a situação/sintoma/causa/desejo está relacionado com seu estado emocional.
·        Retórica: transformar uma observação em pergunta. Ela serve para evidenciar uma
·        situação/resposta/ideia/bloqueio. O Coach pode fazer perguntas abertas e perguntas fechadas. Nas perguntas abertas o Coachee pode ampliar suas possibilidades de resposta e o Coach pode obter informações mais amplas.Com perguntas fechadas o Coach obtém respostas específicas com menor objetividade.
 
6.    Perdas e Ganhos – para avaliar fatores motivacionais, sabotadores, ganhos e perdas. “O  que você vai ganhar com isto?” – “o que você vai perder com isto?” “o que você vai ganhar se não tiver isto?” – “o que você vai perder se não tiver isto?”
7.    Smart – uma ferramenta inventada por Peter Drucker, que ajuda na hora da definição de metas, sejam elas pessoais ou profissionais. SMART é um acrônimo com as iniciais das palavras Specific, Messurable, Achievable, Realistic e Time-based. Ou seja, qualquer meta deve ser SMART.
     Specific, uma meta precisa ser específica, algo que seja facilmente entendida por outra pessoa. Por exemplo, o que significa quando você diz que quer ser mais saudável? Quer dizer que você não vai mais comer gorduras ou açúcar? Quer dizer que você que começar a fazer exercícios? Quais exercícios? Quer ser mais saudável não é uma meta específica. Ao contrário de você dizer, “quero correr a Nike 10K”. Aqui você especificou exatamente  onde chegar. Mas como saber que você alcançou o seu objetivo ou que você está fazendo progresso? Aqui entra o M do SMART.
     O M é como você irá medir se o objetivo foi ou não alcançado. Isso é muito importante (principalmente se você for avaliar de maneira objetiva o desempenho de outra pessoa). Cuide bem do M e cuidado para não se enganar, “manipulando os resultados”, isso não vai lhe ajudar em nada.
      Mas será que o objetivo pode ser alcançado? Não adianta nada definir um objetivo lindo, como “conseguir a paz mundial”, se isso não pode ser alcançado com seus recursos e habilidades.  Avalie se o objetivo pode ser alcançado. É aqui que avaliamos se o objetivo é A, ou Achieavable.
     “A” está perto do “R” no SMART não é por acaso. O objetivo precisa ser realístico e ser relevante ao contexto que você está relacionando o objetivo. Você precisa acreditar que tal objetivo possa ser alcançado. Ele precisa ser importante para você  se sentir motivado em trabalhar por ele.
      Assim chegamos ao T, ou seja, o objetivo precisa ter um prazo para ser alcançado. Eu gostaria muito de correr a Nike 10K, mas não sei quando. Se isso passar a ser um objetivo para mim, preciso colocar em qual ano quero correr essa corrida. Além do mais, posso definir pontos de verificação, como por exemplo, daqui dois meses quero conseguir correr 10km sem morrer, daqui 4 meses quero fazer 10km em 12min, e assim por diante.
      Definição de metas é muito difícil, mas muito compensador. Para isso, precisa de planejamento para evitar frustrações ou se sobrecarregar com muitas metas.
                                    
8.     Feedback Burger - é uma técnica fundamental e altamente eficiente para líderes e Coaches.
a)    Elogie/descreva o comportamento – “eu entendo que você agiu assim, foi o melhor que você pode fazer naquele momento”.
b)    Insira a sugestão/faça o feedback- “eu entendo que você agiu assim, foi o melhor que você pode fazer naquele momento”.  “Mas, será que se você tomasse atitude X o resultado não seria mais positivo?”.
c)    Elogie novamente – “tenho certeza que você fez o melhor que pode e que pode fazer diferente da próxima vez”.
9.     Escala – indicador de performance/mensuração de resultados – “de 0 a 10 o quanto você pode melhorar no comportamento X para alcançar seus objetivos?”
10. Técnica de Relaxamento – pode ser utilizada quando o Coachee não tem controle emocional nas relações, no trabalho ou em casa; quando ele vive momento de tensão em sua vida; quando necessita de mais tranquilidade para executar  tarefas; quando precisa manter o foco em alguma atividade específica.
11. Técnica de Recapitulação – o objetivo desta técnica é criar uma comunicação eficiente; gerar receptividade e dar feedback. Ela consiste em repetir de forma igual ou similar as afirmações do Coachee.Reframe – técnica de reenquadramento – é uma forma de levar o cliente a perceber uma determinada situação de um ponto de vista diferente.
12. Orientação para Resultados - Plano de Ação 5W2H –planejamento de resultados com 5 “W e 2 H – What: o que será feito; Who: quem o fará: When: quando será feito; Where: onde será feito; Why: por que será feito; How: como será feito; How much: quanto custará.
13. Âncora – criação de um estímulo para disparar estados emocionais positivos
14. Identificando Valores, Crenças e Sonhos e Missão de Vida – o que realmente é importante; o que realmente te motiva; o que é importante; quais são seus valores; quais são suas crenças e sonhos; qual é sua missão de vida.
15. Identificando Fases da Vida – para identificar o momento de vida do Coachee para trabalhar com ele adequadamente.
16. Perfil de Personalidade – questões para identificar o funcionamento do Coachee.
17. Formatando os Objetivos – formulário com questões que levam a formatar metas e objetivos.
18. Múltiplas Inteligências – para detectar a porcentagem dos diversos tipos de inteligência: linguística; lógica-matemática; espacial/física e cinestésica; musical; interpessoal; intrapessoal; naturalista; subceptiva.
19. Tríade do Tempo – para mostrar a forma como o Coachee utiliza suas horas.
20. Feedback 360º Externo e Projetivo – questões a respeito das pessoas que o Coachee conhece, lembrando como as pessoas o veem.
21. Roda da Vida – avaliação de satisfação na vida em todas as áreas
22. Roda da Abundância – Declarar/solicitar/arriscar e agradecer
23. Roda da Inteligência Emocional – autogerenciamento; motivação; conhecimento do outro; gerenciamento do outro; autoconhecimento.
24. Matriz de Estado Desejado – satisfação atual; ação de desenvolvimento; objetivo ou meta em diversas áreas tais como: ambiente físico; saúde; carreira; desenvolvimento pessoal; relacionamentos; espiritualidade; recursos financeiros; vida social; equilíbrio emocional; realização e propósito; família e relacionamento amoroso.
25. Roda das Competências  - mensurando habilidades profissionais
26. Roda de Atuação e Competência dos Coaches – motivação; planejamento; transformação; visão sistêmica; ética e caráter. Não julgamento; foco no futuro; ação; comunicação.
27. Avaliação de Preferência Cerebral – questões para avaliar perfil comportamental.
28. Feed Forward ( sugestões).
29. Processo de Solução de Problemas.
 
Fonte: http://coachingessencial.blogspot.com.br/